Notícias Sinpro-AL

Sinpro/AL irá lançar cartilha em conjunto com MPT na segunda (30/4)

O procurador-chefe do MPT, Rafael Gazzaneo, e o presidente do Sinpro/AL, Eduardo Vasconcelos

O Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro/AL) irá lançar em parceria com Ministério Público do Trabalho (MPT)  na próxima segunda-feira, 30/4,  às 9h, na sede da Procuradoria Regional do Trabalho, em Maceió, uma cartilha de prevenção contra “Sindrome de Burnout” e “Assédio Moral”. O material foi desenvolvido pelo coordenador do Núcleo de Apoio Psicológico do Sinpro/AL, o psicólogo Albery Ferreira Lima (CRP 15/4271), em conjunto com as também psicólogas, Fabiana Amorim (CRP 15/1549) e Ligia Cavalcante (CRP 15/2170).  O material foi editorado pela equipe de comunicação do MPT em Alagoas.

O procurador-chefe do MPT, Rafael Gazzaneo, esteve reunido com o presidente do Sinpro/AL, Eduardo Vasconcelos, para parabenizar o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Sinpro/AL. Já Vasconcelos agradeceu pelo empenho na concretização da parceria, que irá “alertar a categoria de forma pedagógica sobre problemas enfrentados no cotidiano dos docentes”. O presidente  também fez questão de citar o importante apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee) para confecção do impresso.

As cartilhas serão distribuídas nas escolas pelos diretores do Sinpro/AL e durante a realização do Promo, onde representantes do  Centro de Referência em Saúde do Trabalhador  (Cerest)  vão até os estabelecimentos de ensino com representantes da entidade classista para discorrer sobre adequação do meio ambiente de trabalho dos professores. Vale ressaltar que o Promo, que está em curso desde 2015,  foi instaurado pelo pocurador do Trabalho, Raphael Rodrigues Alencar, onde foi possível a parceria entre Cerest e o Sinpro/AL.

Promo está em plena atividade desde 2015:  http://sinpro-al.com.br/v2/?p=1214

Cartilha será lançada na segunda-feira às 9h na sede do MPT, em Maceió

Lançamento

Diretores do Sinpro/AL, professores, o procurador-chefe do MPT, Rafael Gazzaneo,  demais procuradores, membros do Cerest e os profissionais responsáveis pela elaboração do conteúdo das cartilhas marcarão presença na solenidade de lançamento. Os representantes da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) também serão convidados para o evento na segunda-feira, 30/4.

Saiba mais

O que é Síndrome de Burnout?

É um distúrbio psíquico de caráter depressivo, precedido de esgotamento físico e mental intenso. É o estado de esgotamento físico e mental cuja causa está intimamente ligada à vida profissional.

Assédio moral?

É a exposição de alguém a situações humilhantes e constrangedoras, repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções.

São mais comuns em relações hierárquicas autoritárias e assimétricas, em que predominam condutas negativas, relações desumanas e antiéticas de longa duração, de um ou mais chefes dirigida a um ou mais subordinado(s), desestabilizando a relação da vítima com o ambiente de trabalho e a organização.

Como funciona o Núcleo de Apoio Psicológico do Sinpro/AL?

O Núcleo de Apoio Psicológico (NAP) é desenvolvido pelo psicólogo do Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro/AL), Albery Ferreira Lima (CRP 15/4271), e está em pleno funcionamento nas segundas (12h às 15h), quartas (9h às 12h) e sextas (9h às 12h) na sede da entidade classista, na Rua Santa Cruz, 352, no bairro do Farol, em Maceió. O NAP tem o intuito de ofertar os seguintes serviços:

1) Acolhimento dos profissionais da educação;

2) Encaminhamento para psicoterapia;

3) Grupos (operativos, institucionais, comunitários e auto-ajuda);

4) Promover palestras, workshop, seminários e

5) Contribuir para capacitação, treinamento e desenvolvimento profissional.

Vale lembrar que o atendimento aos docentes filiados ao Sindicato dos Professores de Alagoas deverá ser agendado pelo contato: 3313-3607 ou pelo endereço sinprosaude.al@gmail.com de segunda a sexta de 9h às 15h.

O Núcleo de Apoio Psicológico (NAP) é um serviço gratuito oferecido aos docentes filiados.

 

 

 

 

 

 

Rubão, o último adeus

Rubão

O professor Rubens Viana, o Rubão, teve seu corpo sepultado no Parque das Flores na manhã de hoje, 25/4. O educador formou dezenas de gerações alagoanas e teve seu trabalho marcado de forma histórica no colégio Marista, em Maceió.

Rubão estava em tratamento devido a um transplante de fígado em Recife, mas não resistiu. O sepultamento de Rubão contou com a presença de familiares, amigos, professores e autoridades dos três poderes do Estado.

Rubão pautou sua vida profissional pela ética, dedicação e responsabilidade. O educador sempre foi motivo de admiração entre seus colegas de profissão e por toda  comunidade educacional.

Rubão era casado com Tânia, com que teve os filhos Tamyka, Rubem Jr. e Thiago.

Vai em paz, nosso eterno professor Rubão…

Nota de pesar

O Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro/AL) lamenta com profundo pesar o falecimento do professor Rubão.

Rubão dedicou sua vida a docência e fez história no colégio Marista, em Maceió.

O corpo de Rubão está sendo trazido de Recife para Maceió e o sepultamento acontece amanhã no Parque das Flores, às 11h, nesta quarta, 25/4.

Os professores alagoanos estão de luto.

Que Deus com sua infinita bondade conforte seus familiares e amigos nesse momento de dor e saudade.

A Diretoria

Sinpro/AL  tinha realizado uma recente homenagem ao professor Rubão, confira: http://sinpro-al.com.br/v2/?p=4781

Sinpro/AL realizará assembleia da categoria neste sábado (28/4)

19/11: Assembleia dos professores do ensino superior vai decidir reajuste salaria

O Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro/AL) irá realizar uma assembleia geral extraordinária no próximo sábado, 28/4, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Privado de Alagoas (Sintep), que fica localizado na Rua Lorival Vieira Costa, no bairro do Prado, em Maceió.

Assembleia será às 12h, em primeira chamada. O encontro entre professores irá discutir a “concessão ou não de autorização prévia e expressa dos participantes da categoria profissional representada por este Sindicato para o desconto da contribuição sidical na forma do artigo 578 e seguintes da CLT, com a redação da Lei 13.467/2017 e face ao definitivo pelo enunciado 38 da Anamatra”.

A diretoria do Sindicato dos Professores de Alagoas destaca a importância da participação dos docentes para discutir temas de interesse da categoria.

Somos professores com orgulho e exigimos respeito.

Confira o edital:

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Pelo presente edital de Convocação, o Sindicato dos Professores do Estado de Alagoas, CNPJ 00.408.800/0001-46, de acordo com o estatuto social da entidade, convoca todos os professores da rede privada de ensino, filiados ou não, para comparecerem à Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada dia 28 de abril 2018 às 12h, em primeira convocação, e às 12h30, em segunda e última convocação, na sede no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Privado de Alagoas, SINTEP, localizado na Rua Lourival Vieira Costa, 32, Prado – Maceió, Alagoas, para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: a) concessão ou não de autorização previa e expressa dos participantes da categoria profissional representada por este Sindicato para o desconto da contribuição sindical na forma do artigo 578 e seguintes da CLT, com a redação da Lei no. 13.467/2017 e face ao definido pelo Enunciado no. 38 da Anamatra; b) caso aprovado o ítem “a”, notificação aos empregadores e aos respectivos sindicatos da categoria econômica, da autorização concedida.

Maceió, Alagoas, 06 de abril de 2018.

Eduardo Vasconcelos 

Diretor-presidente

Professora será submetida a cirurgia de coração e necessita de doação de sangue

A professora Orleane Lopes Silva Aleluia necessita de doação de sangue de forma urgente. A docente será submetida a uma cirurgia de coração nesta terça, 24/4, em Recife.

Quem puder colaborar com esse ato de amor ao próximo e solidariedade pode realizar suas doações:

Hemopac/Maceió (82) 3311 – 1500, Rua Itatiaia, 96, Farol.

Ihene/Recife (81) 2138 – 3500, Rua Tavira, 54, Boa Vista.

Não importa o tipo sanguíneo, o doador basta se dirigir para o Hemopac, em Maceió, ou para Ihene, em Recife, e informar que o sangue que está sendo doado é para Orleane Lopes Silva Aleluia.

Doe sangue, doe vida!

Dirigente do Sinpro/AL participa de curso sobre “Reforma Trabalhista”

Enaura Fernandes durante o curso de formação ao lado de outros dirigentes sindicais

A diretora do Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro/AL), Enaura Fernandes, participou durante essa semana de um curso de “Formação sindical sobre a Reforma Trabalhista” promovido em conjunto pelas centrais sindicais e o Ministério Público do Trabalho (MPT). O evento ocorreu na sede do Sindicato dos Bancários, em Maceió, entre os dias 18 e 20.

Os expositores do curso foram Cássio Araújo, Procurador do Trabalho, e Humberto Barbosa, economista e ex-supervisor do Dieese.

O principal objetivo do evento é preparar lideranças sindicais para tratar com a Lei 13.467, que incorporou novos dispositivos à legislação trabalhista (CLT). Dirigentes de várias entidades de classe participaram das exposições e debates.

A diretoria do Sinpro/AL enaltece a realização das centrais sindicais em parceria com o MPT, pois  entende que o momento é de esclarecimento e união da classe trabalhadora.

Somos professores com orgulho e exigimos respeito!

MPF: diretores do Sinpro/AL relatam problemas no repasse de verbas previdenciárias para procurador da República  

Gino Sérvio, Eduardo Vasconcelos e José Nivaldo Mota

O presidente do Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro/AL) e o vice, Eduardo Vasconcelos e José Nivaldo Mota, respectivamente, estiveram reunidos com o procurador da República, Gino Sérvio Malta Lôbo, na sede do Ministério Público Federal (MPF), em Maceió, para alertar uma constante prática dos estabelecimentos privados de ensino de Alagoas: o recolhimento da contribuição previdenciária dos trabalhadores por parte da empresa, mas o não repasse para Previdência Social.

Eduardo Vasconcelos pontuou que quando o professor vai se aposentar geralmente tem que ingressar na Justiça para garantir seus direitos, o que é transtorno desnecessário, uma vez que o docente passou anos tendo as contribuições descontadas em seus vencimentos mensais. “O que é direito vem sendo motivo de problemáticas e isso geralmente esbarra no Sindicato, onde disponibilizamos nossa assessoria jurídica para acompanhar os inúmeros casos”.

Por sua vez, Mota relatou que recentemente um professor foi observar na Caixa Econômica Federal como estava sua questão financeira para se aposentar e constava pouco mais de R$ 2 mil de recolhimento, quando na verdade o educador leciona há mais de duas décadas em vários colégios e cursinhos. Ou seja, mais um caso do não repasse da contribuição previdenciária por parte dos empregadores.

Após discorrer sobre o tema, o procurador da República colocou que o MPF tem agindo nesses casos em conjunto com a Receita Federal. “Quando os dados são trazidos e comprovados pedimos a condenação do mesmos, como já aconteceu recentemente”, disse Gino Sérvio Malta Lôbo.

A diretoria do Sinpro/AL segue colhendo elementos que comprovam o ilícito, por parte dos estabelecimentos de ensino no Estado, levando os dados para   Receita Federal e para o Ministério Público do Trabalho na tentativa que os crimes de apropriação indébita sejam combatidos no rigor da lei.  Vale ressaltar que essa tipificação criminal contra previdência podem levar os culpados ao regime de reclusão e pagamento de multa.

A diretoria do Sinpro/AL segue em alerta aos inúmeros casos de desrespeito por parte dos estabelecimentos de ensino e busca nos órgãos de controle uma solução célere.

Somos professores com orgulho e exigimos respeito!

 

 

 

Escola se adequa após denúncias do Sinpro/AL

O Ministério Público do Trabalho arquivou o Inquérito Civil (IC) 001175.2017.19/2017 contra a escola Rui Barbosa, localizada no bairro do Benedito Bentes, em Maceió.  O IC foi instaurado, pela procuradora do Trabalho, Lárah Barros Rebelo, após o Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro/AL) encaminhar uma série de denúncias de irregularidades praticadas pelo estabelecimento de ensino, ainda em 2017.

No ano das denúncias, a escola estaria sem assinar as carteiras dos professes, além de cometer o desvio de função, pois os educadores também estavam atuando na secretaria da escola. Outro problema colocado foi a remuneração paga abaixo do salário mínimo.

O Ministério Público do Trabalho encaminhou uma notificação, a convocação para que fosse apresentada a documentação comprobatória da adequação e um prazo para que as irregularidades fossem sanadas na escola.

A medida surtiu efeito, a escola Rui Barbosa se adequou conforme as solicitações do Ministério Público do Trabalho e o arquivamento do expediente investigatório realizado através do IC foi arquivado.

Somos professores com orgulho e exigimos respeito!

Reajuste salarial do professores da rede superior de ensino será discutido em maio

Clique para ampliar a imagem

Está agendada para o próximo dia 10/5, às 9h, na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) uma audiência entre o Sindicato dos Professores de Alagoas(Sinpro/AL) e o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Superior para discutir o reajuste salarial dos professores da rede superior de ensino.

O número que baliza o reajuste é medido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), onde o acumulado do ano foi de 1,81%.

Essa será a primeira rodada de negociações entre os representantes dos professores e o Sindicato patronal.

Vale destacar

O  reajuste salarial dos professores do ensino básico será discutido na segunda, 23/4, às 9:30, na sede do MPT, em Maceió.

O Sinpro/AL pediu como proposta inicial um reajuste para os docentes de 7,81%.

A diretoria do Sinpro/AL espera avançar nas negociações para que os professores das redes básica e superior possam ter a valorização merecida.

Somos professores com orgulho e exigimos respeito!

Reajuste salarial: audiência no MPT é remarcada

Clique para ampliar a imagem

Audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT) que irá tratar do reajuste salarial dos professores do ensino básico foi remarcada para segunda, 23/4, às 9:30, na sede do MPT, em Maceió. Vale salientar que o parâmetro que baliza o reajuste é medido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), onde o acumulado do ano foi de 1,81%.

Ciente desses dados, a diretoria da entidade classista pediu como proposta inicial um reajuste salarial para os docentes de 7,81%. Para dar mais segurança jurídica as tratativas, as negociações serão realizadas no MPT.

O Sinpro/AL solicitou, também, ao MPT uma audiência de medição para discutir o reajuste dos professores da rede superior de ensino, o que deve ser marcado em breve.

Somos professores com orgulho e exigimos respeito!